Mulher é detida após deixar seu cãozinho morrer de fome…

É lamentável, mas muitos animais sofrem as conseqüências devastadoras da indolência de pessoas que violam seus direitos por desrespeitarem suas vidas.

Como aconteceu com este pobre cãozinho que morreu de fome, graças à negligência de sua dona.

Ninguém deve tentar contra um ser indefeso e dependente. Essa mulher insensível não teve a capacidade de perceber a necessidade do pobre cão. Seu comportamento sugere que ela é capaz de atacar qualquer ser vivo.

Ela não se importou em ver como a vitalidade do animal se extinguiu pouco a pouco enquanto sofria problemas muito graves associados à desnutrição e desidratação.

O pobre animal permaneceu trancado em um terraço onde não recebia comida nem água. A proprietária argumentou que o cãozinho pertencia ao seu ex-parceiro e desde que eles terminaram seu relacionamento de amor, ninguém queria cuidar do pobrezinho.

Injustamente, o inocente cãozinho pagou as conseqüências de sua irresponsabilidade, ele era um ser vivo que não tinha culpa pelas decisões de seus cuidadores, que desde que o receberam assumiram o compromisso de garantir seu bem-estar.

Um vizinho denunciou a situação perante a Guarda Civil e os agentes conseguiram resgatar o cãozinho.

Depois de resgatá-lo, o animal foi levado a uma clínica veterinária para receber o atendimento médico de que precisava. Ele estava tão fraco que mal conseguia se mexer e, infelizmente morreu um dia depois.

Eles prenderam a proprietária, uma mulher de 45 anos, responsável pela morte do pequenino, que tinha cerca de dois anos de idade.

Seu caso moveu milhares de ativistas, várias associações que trabalham para defender os direitos dos animais exercem uma acusação popular contra as mulheres. Agora eles esperam por justiça e pagam todo o peso da lei do crime, embora nada possa recuperar a vida do cão, é importante para impedi-la de cometer este tipo de atos.

Enquanto isso, a culpada permanece detida no tribunal de guarda de Alicante, na Espanha. Em sua declaração, ela tentou justificar seu ato alegando que o pobre animal pertencia ao seu ex-parceiro.

Se não fosse pela queixa do vizinho, o caso dela talvez ficasse impune.

É importante levantar a voz contra qualquer indicação de tratamento inadequado dos animais. Neste caso, infelizmente, foi tarde demais para salvar a vida do cãozinho, mas em outros, um resultado fatal pode ser evitado.

É um compromisso de todos condenar comportamentos como este e pedir justiça. Compartilhe esta notícia em suas redes.

Traduzido e adaptado por: Eu amo os cachorros

Fonte: Zoorprendente

Comovente: Chimpanzé idosa e doente recebe visita de velho amigo e sua reação emociona…

Bela atitude!! Além de preservar o meio ambiente, ele ajuda os cãezinhos de rua…